Parto Humanizado

A mulher é protagonista do seu Parto.

Quando tocamos nesse assunto, ouvimos muitas opiniões do que pode ser considerado ou não como parto humanizado.

O principal a esclarecer é que o parto humanizado não é um tipo de parto, mas uma forma, como o próprio nome diz, de humanizar esse momento tão especial e não permitir que seja apenas mais um procedimento médico.

É comum confundir o parto humanizado, acreditando que são apenas os partos feitos em casa, partos sem anestesia, em banheira, etc.

Mas o mais importante é levar em consideração as escolhas da mulher, cada uma sabe dos seus desejos e limitações durante o trabalho de parto até o momento de dar à luz.

O essencial é respeitar as vontades da mulher e levar em conta a saúde e segurança da mãe e do bebê em primeiro lugar.

O parto humanizado consiste em deixar a natureza fazer seu trabalho, tentando adequar o processo para ser o menos medicalizada possível.

Mas é fundamental o acompanhamento por profissionais que saibam intervir quando for preciso, sempre realizando o mínimo de intervenções possíveis e só fazê-las mediante autorização da gestante.

A presença de um obstetra e um pediatra neonatal se fazem necessários durante o período do trabalho de parto e o pós-parto, para examinar a mãe e o bebê e garantir que esteja tudo bem com os dois.

As práticas que são consideradas como violência obstétrica, são totalmente descartadas no parto humanizado, como a episiotomia (corte do períneo), a raspagem dos pelos pubianos, entre outras.

E principalmente a prática da cesariana quando não for estritamente necessária.

Grande parcela dos partos humanizados também não faz uso de anestesia. Em partos realizados em hospitais é comum a aplicação de um hormônio sintético que imita a ocitocina (hormônio que induz o parto) para acelerar o processo.

Mas a aplicação causa aumento da dor das contrações, deixando o procedimento muito mais penoso para a mulher.

No parto humanizado a mãe tem contato com seu filho imediatamente após o nascimento (chamado de pele-a-pele), isso fortalece o vínculo entre mãe e filho e é benéfico biológica e emocionalmente.

Se tratando de bebês nascidos através de cesariana, a pesquisa Nascer no Brasil mostrou que cerca de apenas 27% dos recém-nascidos tiveram contato com a mãe logo após nascerem, e 41% foram amamentados ainda na primeira hora de vida.

Apenas 15 a 20% das mulheres que passam pelo parto humanizado vêm a manifestar algum problema que posteriormente precisaria de cuidados especiais.

Humanizar o parto é oferecer uma experiência mais plena para a mãe e o bebê, vivenciando cada segundo. O papel do obstétra nesse período é de acompanhar e só interferir se for realmente necessário.

Qual é o Papel da Doula no Parto Humanizado ?

As doulas são profissionais que acompanham a grávida do início ao fim da gestação, auxiliando e orientando a mulher na preparação para o parto e os primeiros meses após o nascimento.

Elas oferecem informações para que as futuras mães tenham uma boa experiência e vivenciem o momento do parto de forma positiva.

O parto pode ser um momento de muita ansiedade e medo para as mulheres. Medo das dores, o receio que algo possa dar errado, e a doula é a figura que dá suporte à essas mulheres.

São elas que acolhem, tranquilizando e dando apoio físico, psicológico e emocional à mulher durante o trabalho de parto.

A profissional ampara a mulher, além de ajudar realizando massagens e compressas para aliviar dores e até aconselhar o parceiro durante o processo.

Após o nascimento o acompanhamento continua, a doula conversa com a mãe sobre sua experiência e fica disponível para dúvidas sobre maternidade e paternidade.

O trabalho das doulas é reconhecido pela OMS, mas no Brasil o número de profissionais ainda é muito baixo. Elas têm papel fundamental para trazer ao mundo crianças de forma natural e não-traumática, proporcionando aos pais e seus filhos a plenitude do momento do nascimento.

 

Série de 4 VÍDEOS GRÁTIS  Mostra os Maiores Segredos da Humanização do Parto e Como Mulheres Alcançaram o Parto que Desejaram.

Inscreva-se e Assista Agora: